Rio conquista a sede do Pan-American Masters Games de 2020 PDF Imprimir E-mail
Qui, 06 de Abril de 2017 14:09

A cidade do Rio de Janeiro bateu Cali e Cleveland pelo direito de  sediar o   PAN AMERICAN MASTERS GAMES de 2020. A decisão foi anunciada nesta 2ª feira (3/4) às 14h45 pela IMGA a International Master Games Association, entidade gestora do Esporte Master no mundo, localizada  em Lausanne na Suiça. Essa Vitória se deu principalmente pela união dos 3  níveis de governo: federal, estadual e municipal do Rio, que não mediram esforços para  que essa candidatura fosse  vitoriosa apesar  de todos os principais atores públicos terem assumido seus cargos muito  recentemente.

O PAN AMERICAN MASTERS GAMES compreende um grande festival multi desportivo com 10.000 inscritos que durante 10 dias participarão de atividades competitivas e culturais na cidade do Rio de Janeiro em 2020, e além das competições, serão oferecidas muitas oportunidades de socialização entre atletas formais e informais com simples entusiastas da atividade física .Os cariocas deverão interagir com os estrangeiros, mas também com gente  de todo o Brasil que normalmente viaja para os eventos master. O público participante compreende adultos com media etária acima de 30 anos celebrando a alegria, a saúde, inclusão, diversidade, cultura e superação por meio da prática do esporte para todos.

O PAN AMERICAN MASTERS GAMES  será realizado no período de 04 a 13/09/2020, na sua maior parte, nos equipamentos dos Jogos Olímpicos Rio 2016, dando acesso ao cidadão comum às arenas onde ídolos do esporte mundial ganharam medalhas olímpicas. Isso por causa do conceito de “Esporte Para Todos” que norteia o movimento master  mundial liderado pela IMGA onde  não se pode exigir índice para  participar das suas competições esportivas. Estão previstas 26 modalidades esportivas, em competições nas regiões da Barra da Tijuca, Copacabana, Maracanã e Deodoro.

O CBEM - Comitê Brasileiro do Esporte Master liderou a candidatura desde setembro do ano passado quando  foi aberto o “bid” intenacional após os Americas Master Games de Vancouver . A candidatura  feita  “a jato”  contou  com o apoio da Prefeitura do Rio, do governo do Estado do Rio e do Ministério do Esporte  pelo governo federal. O interesssante foi a pronta resposta  do prefeito Crivellla que assumiu em janeiro   poucas  semanas antes  do prazo para a entrega do caderno de encargos e mesmo assim imediatamente mobilizou sua equipe  para ajudar , o mesmo se deu com o secretário estadual  de esportes do Rio Thiago Pampolha que assumiu dia 18/1 e contou com o apoio do secretário de turismo Nilo Sergio Felix. O governo federal começou a  ajudar um pouco antes sendo que a 1ª reunião com o ministro Leonardo Picciani se deu em novembro e ele também prontamente mobilizou seus secretarios de esportes Luiz Lima e Leandro Fróes para ajudarem no processo de candidatura .

Segundo o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, essa conquista é fruto do projeto do legado olímpico. “O movimento máster é um dos mais bem organizados e mais intensos que existem, com seus milhares de praticantes, em diversas modalidades. A vitória do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Pan-Americanos Másteres 2020 é uma grande conquista para o país e para a cidade, como mais uma oportunidade de promover a imagem do Rio como destino turístico e esportivo, em um evento que deverá trazer mais de 10 mil atletas e milhares de turistas, gerando empregos e movimentando a economia local”, disse o ministro.

O Prefeito Macello Crivella falou sobre essa vitória:

“É um orgulho para o Rio de Janeiro e os cariocas  a escolha da cidade como sede do Pan American de Masters Games em 2020. Essa é uma importante conquista e mais uma oportunidade para a utilização dos equipamentos olímpicos e espaços públicos da cidade.  Além disso, o evento dará visibilidade à vocação turística e esportiva do Rio de Janeiro. O Pan American Master Games também vai gerar empregos, aproveitando a mão de obra formada pelos grandes eventos realizados na cidade nos últimos anos, e movimentará no Rio uma receita mínima de R$ 150 milhões em serviços e consumo.”

O Secretario de esporte do estado do Rio de Janeiro Thiago Pampolha declarou:

“ Estamos  muito felizes  e orgulhosos com a escolha do Rio  de Janeiro para sediar o Pan americano de Masters 2020. Isso só confirma o potencial do nosso estado de receber grandes eventos esportivos que  movimentam nossa  economia, geram empregos e projetam nossa imagem no exterior. E ainda garantimos nosso legado olímpico, dando uso aos equipamentos e incentivando a excelência no esporte”.

Alfredo Lopes, presidente do Rio Convention & Visitors Bureau e da Associação de Hotéis do Estado Rio participou da campanha e disse:

“Após a realização das Olimpíadas, o Rio de Janeiro reúne todas qualidades para a realização de jogos esportivos, que vão desde a infraestrutura dos equipamentos esportivos até o setor hoteleiro. Isso tudo sem falar na excelente imagem que passamos para o mundo durante os Jogos. Sem dúvida, a captação do Panerican Master Games só reforça a vocação do Rio em receber eventos deste segmento e representa a ativação do legado olímpico”,

O presidente do CBEM Carlos Fontenelle  estava eufórico  com a vitória e disse  que “ Esse  resultado coroou 10 anos de trabalho árduo do nosso grupo em prol do movimento master no Brasil , a realização desses  Jogos propiciará o desenvolvimento  do esporte  para todos e  a consequente melhora  da  saúde da nossa população”

SOBRE OS JOGOS EM 2020

Apesar da denominação de PAN AMERICAN MASTERS GAMES, o evento é aberto para todos no mundo, e com isso atrairá um grande número de  participantes, principalmente pelo fato de vir a ser realizado na Cidade do Rio de Janeiro; última sede dos Jogos Olímpicos.

São esperados 10.000 atletas e um número igual de acompanhantes, trazendo aproximadamente 20.000 turistas para a cidade do Rio durante a realização do evento, o que tradicionalmente ocorre nos jogos da IMGA realizados na Europa e na Oceania, por exemplo.

Muitos serão os benefícios previstos na realização desse evento no Rio, tais como o incremento do turismo ocupando a nova rede hoteleira, consumo de serviços, circulação de produtos e consequente arrecadação de impostos;

Haverá grande movimentação na economia no estado do Rio do Janeiro no período com a previsão de uma receita da ordem de R$ 150 milhões deixados pelos visitantes;

Poderá ser empregada a mão de obra altamente treinada para a Olimpíada do Rio;

Se intensificará a visão do esporte como importante para melhoria da saúde e qualidade de vida para o público adulto de ambos os gêneros;

Será promovida a prática esportiva para todos pela ausência de índices de participação nos Jogos;

Nova visibilidade mundial para o Rio e para o Brasil como destinos de mais um grande evento esportivo mundial;

Estabelecimento do hábito em práticar o esporte master pelo país  já  a partir  desse ano de 2017 e se repetindo em 2018 e 2019 pois  serão realizados anualmente  os “ JOGOS  BRASILEIROS MASTER” como  eventos testes para o PAN AMERICAN MASTERS GAMES de 2020. Esses eventos servirão para treinar a organização e ao mesmo tempo já trarão para a população um retorno imediato de parte dos itens anteriormente citados.

A realização do PAN AMERICAN MASTERS GAMES de 2020 tem a parceria  do CBEM-Comitê Brasileiro do Esporte Master com o Ministério do Esporte, Governo do Estado do Rio  de Janeiro, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro , ABIH- Associação Brasileira da Indústria Hoteleira e o Rio Convention&Visitors Bureau.

Última atualização em Qui, 06 de Abril de 2017 14:20